Category: Review de Suplementos


O Que é GABA e os Benefícios Deste Suplemento

É absolutamente incrível as maravilhas que simples hormônios e substâncias químicas que o nosso próprio corpo produz pode fazer. Ao mesmo tempo, a carência ou o excesso de certas substâncias pode nos prejudicar radicalmente.

Grande parte dos hormônios que regulam o nosso bem-estar, bom humor e estado de tranquilidade é proveniente do cérebro. No entanto, pequenas alterações na nossa rotina podem transformar o modo em que o nosso organismo opera gerando crises de ansiedade e estresse.

O GABA é uma dessas substâncias que trabalham para o controle dos sintomas de estresse e tentam fazer com que o corpo fique equilibrado e relaxado.

 

O Que é GABA?

GABA – ou ácido gama-aminobutírico – é um aminoácido que atua como um neurotransmissor no nosso sistema nervoso central. O suplemento GABA ou a sua forma natural impedem a transmissão de células nervosas no nosso corpo, acalmando o nosso cérebro e servindo como um tranquilizante.

As primeiras descobertas sobre o GABA emergiram durante o final do século XIX, mas foi apenas nos anos 50 que cientistas descobriram a função do GABA como neurotransmissor inibitório.

O nosso cérebro sintetiza o GABA a partir do glutamato. Este, por sua vez, é um neurotransmissor excitatório e envia o comando de repassar o impulso nervoso de um neurônio para outro. O GABA funciona de maneira oposta e bloqueia a mensagem do neurônio para o seu vizinho.

Quando o nosso cérebro se encontra em estado de inércia da atuação do GABA, o nosso corpo começa a reagir de forma negativa. Várias condições de saúde como ansiedade, estresse, convulsões, enxaqueca, vícios, ataques de pânico, Parkinson ou outras doenças que comprometem o sistema cognitivo estão diretamente ligadas à ociosidade do GABA.

Um exemplo de funcionamento do GABA é a ingestão de cafeína. Quando há cafeína no nosso organismo, a produção de GABA é interrompida e bloqueada. Pense como você se sente quando você toma muito café ou chá verde. Os seus neurônios estão a toda passando mensagens que geram ansiedade e estresse. É por isso que a cafeína nos deixa agitados e em estado de alerta.

 

Benefícios do Suplemento GABA

Há, no momento, vários cientistas tentando comprovar os efeitos positivos do GABA para os seres humanos. Alguns dos estudos finalizados chegaram a conclusão de que o GABA tem sim efeitos calmantes no nosso organismo, sendo capaz de controlar a ansiedade, depressão e estresse. Um outro estudo realizado pela Divisão Atlética da Universidade Shenandoah em Virginia nos Estados Unidos resultou em resultados positivos para a ingestão do suplemento GABA com relação ao aumento de massa muscular. O seu uso levou a evidências de elevação do hormônio de crescimento de massa magra.

Apesar de não haver um número grande de estudos concluídos ou evidência científica sobre a eficácia do suplemento GABA, há vários consumidores que testaram e aprovaram o produto em relação aos benefícios citados abaixo. Além, é claro, dos benefícios que são comprovados também cientificamente.

  • Regula a pressão sanguínea
  • Alivia os sintomas de ansiedade
  • Amplia a tolerância a exercícios físicos
  • Melhora o humor
  • Diminui dores físicas
  • Auxilia com sintomas de TPM
  • Estimula o crescimento de massa magra
  • Otimiza a qualidade do sono
  • Queima gordura
  • Ajuda no tratamento do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade (TDAH)

 

Alimentos que contém GABA

Infelizmente não é possível elevar os níveis naturais de GABA diretamente através da alimentação, mas sim indiretamente. Ou seja, não há alimentos que contenham a substância GABA, mas há comidas que contem outras substâncias (como os flavonoides) que interagem com a produção e a ação do GABA no nosso organismo.

Portanto, invista em frutas, verduras, chás e – acredite se quiser – vinho tinto.

 

Efeitos colaterais do suplemento GABA

Este suplemento é relativamente seguro, mas pode causar efeitos negativos quando utilizado sem recomendação médica ou quanto não respeitando a posologia indicada, tais como:

 

  • Taquicardia
  • Formigamento ou coceira no rosto, pescoço e extremidades.
  • Falta de ar
  • Sonolência

 

Não é recomendado dirigir ou lidar com máquinas sob o efeito do suplemento GABA devido a possibilidade da sensação de tontura e sonolência.

Devido à falta de informações sobre o suplemento, mulheres grávidas ou que estão em fase de amamentação, crianças e indivíduos com disfunções nos rins ou disfunções bipolares e unipolares devem evitar o uso do GABA a não ser que seja recomendado por seu médico de confiança.

Não há registro de interação negativa do suplemento GABA quando utilizado em conjunto com outro suplemento, com medicamentos com base herbal ou drogas farmacêuticas. Para prevenir efeitos indesejados, sempre informe o seu nutricionista ou médico sobre os seus suplementos rotineiros.

Para Que Serve & Os Benefícios da Melatonina

Muitas vezes remédios fortes de tarja preta podem ser evitados. Como? Ao experimentar uma solução mais natural antes de saltitar em direção à farmácia. Eu sei… eu sei. Você vai falar que a solução natural não vai ajudar, que a sua situação é séria. Mas e se eu te contar que se o seu problema for estresse, insônia e má qualidade do sono, eu posso ter a resposta? E sim, ela é natural.

Para milhões de pessoas ao redor do mundo, a ingestão de melatonina em forma de suplemento é a salvação da sensação de ansiedade, do peso do estresse e da inquietação da insônia. Infelizmente, sofrer de estresse é tão comum hoje em dia que nós já sabemos que sobrecarregar o corpo e levar o estresse consigo para cima e para baixo não é nem um pouco saudável. Pois a melatonina pode te ajudar a tirar o estresse dos ombros e levar uma vida mais tranquila, induzindo uma melhor noite de sono e uma melhora na saúde de modo geral.

Em conjunto com o uso da melatonina, engajar em atividades físicas no mínimo 2 vezes por semana e regular a alimentação com alimentos que aumentem a produção de melatonina no organismo são práticas que resultam em um combo antiestresse.

Espero que eu tenha te deixado pelo menos um pouquinho curioso sobre os poderes da melatonina no corpo humano. Agora vem a parte em que eu te conto o que é, para que serve, os benefícios e efeitos colaterais da melatonina.

 

Para Que Serve a Melatonina?

A melatonina é um hormônio natural produzido pelo nosso organismo. Esse hormônio é liberado pela glândula pineal ou epífise neural, que é localizada no centro do nosso cérebro, no meio dos dois hemisférios cerebrais. A epífise neural é uma glândula endócrina e o nome “pineal” se dá ao fato de ter uma forma parecida com o fruto do pinheiro, a pinha, apesar do seu tamanho ser comparado ao de uma ervilha.

Estudos concluíram que esta glândula não somente é responsável pela secreção de melatonina, mas tem um papel importante no modo em que o corpo interage com certas drogas como antidepressivos e a cocaína.

A fabricação de melatonina pela epífise neural é regulada pela quantidade de luz que recebemos. Esse hormônio é estimulado na escuridão e suprimido na claridade. O nosso organismo produz mais melatonina quando está escuro e menos quando há a presença de luz. Desta forma é possível entender um pouco como o corpo de pessoas cegas, o corpo de pessoas que trabalham durante a noite ou o corpo de quem reside em países no extremo norte ou extremo sul pode ficar um pouco bagunçado.

A melatonina é, senhoras e senhores, o chefão do nosso ciclo circadiano (ou ritmo circadiano). Este ciclo representa todas as atividades que realizamos em um período de 24 horas. Uma delas sendo o nosso relógio biológico, o qual mede a nossa necessidade de sono e apetite.

A glândula pineal começa as suas atividades de produção de melatonina logo após escurecer (entre 20:00 e 21:00). Ao alcançar o pico de produção algumas horas após o seu início, começamos a sentir sono e eventualmente a pescar lambaris (gíria da época da minha vó que significa piscar lentamente por estar com muito sono) se não formos para a cama. Nas próximas 12 horas a melatonina continua a toda, só reduzindo a sua quantidade de manhã (entre 8:00 e 9:00).

Outro aspecto importante da melatonina diz respeito aos famosos e rebeldes hormônios femininos. A melatonina ajusta como, quanto e quando a menstruação ocorre, bem como as datas da primeira menstruação e do início da menopausa.

Estudos apontam que os níveis de produção de melatonina reduzem ao envelhecermos. Portanto, crianças são as que possuem a melhor e maior quantidade desse hormônio durante a noite.

 

Os Benefícios da Melatonina

O nosso conhecimento geral nos leva a acreditar que a melatonina é excelente para auxiliar com crises de estresse e noites mal dormidas, o que é 100% verdade! A parte boa é que a melatonina é, na verdade, vantajosa para muitas outras coisas que muitas pessoas não sabem. Bom, agora é hora de saber!

 

  1. Possível Tratamento de Câncer de Mama e Próstata: estudos mostram evidências de que a melatonina pode contribuir com a inibição do crescimento de tumores, bem como reduzir o tamanho destes em casos de câncer de mama em alguns casos. Outro estudo publicado em um jornal de oncologia provou que homens que desenvolvem câncer de próstata tem níveis inferiores aos desejados de melatonina no organismo.
  2. Assiste Com Doenças Cardiovasculares: a melatonina possui efeitos antioxidantes e anti-inflamatórios. Tais ações reduzem a quantidade de radicais livres, reduzem os níveis de colesterol e, consequentemente, evita e ajuda a combater problemas relacionados a saúde do coração.
  3. Contribuinte Natural do Sono: foi comprovado por um estudo realizado pelo Instituto de Olhos e Ouvido da Universidade de Ohio que o uso de melatonina otimizou a qualidade do sono e reduziu a síndrome de zumbido no ouvido dos participantes.
  4. Alivia Dores Crônicas e de Fibromialgia: um estudo utilizando a melatonina em conjunto com um antidepressivo e placebo estabeleceu que o grupo que utilizou do combo do hormônio + droga apresentou resultados positivos. A fibromialgia é uma doença que atinge vários músculos do corpo por um motivo ainda desconhecido pela ciência. Estudos relacionando o uso de melatonina com pessoas que sofrem de enxaqueca ainda estão em progresso, mas são promissórios.
  5. Otimiza Efeitos Negativos da Menopausa: como mencionado anteriormente, a melatonina regula os hormônios femininos. Desta forma, o uso de melatonina após o começo da menopausa pode influenciar na melhoria de humor e destruir as possibilidades do desenvolvimento de depressão. Um estudo da Clínica Lyon-Lumière na França, utilizando placebo e melatonina em pacientes com mais de 55 anos, mostrou resultados positivos em qualidade do sono, melhorando insônia e estado de alerta matutino, o que está diretamente ligado aos sintomas da menopausa.
  6. Ameniza a Sensação de Jet Lag: pesquisadores do UK Cochrane Centre em Londres concluíram que 9 de 10 experimentos com a melatonina preveniram ou reduziram os efeitos de jet lag em passageiros ou pessoas que trabalham como pilotos ou comissários de bordo e, assim, cruzam várias linhas de fuso horário com frequência.
  7. Promove Melhorias em Crianças com Autismo: um estudo completado em 2011 avaliou várias síndromes relacionadas ao autismo e chegou a conclusão de que o uso de melatonina pode amenizar súbitas mudanças de humor e pode regular os parâmetros noturnos em crianças.
  8. Fortalece o Sistema Imunológico: a melatonina se mostra como um agente antioxidante assistindo na promoção de um sistema imunológico mais forte e mais capaz de bloquear infecções e inflamações.

 

Melatonina – Efeitos Colaterais

A melatonina em forma de suplemento pode ser ingerida por quase todo mundo. É somente importante consultar seu médico de confiança para tirar dúvidas sobre os possíveis efeitos colaterais e como a melatonina pode reagir ao ser combinada com certos tipos de medicamentos.

Alguns dos efeitos colaterais da melatonina são:

  • Pesadelos ou Sonhos Vívidos
  • Tontura
  • Dores de Cabeça
  • Depressão
  • Cólica Estomacal
  • Redução na Libido
  • Desenvolvimento de Seios (efeito colateral masculino)

 

Tais efeitos colaterais da melatonina citados acima, no entanto, são raros e podem aparecer devido a uma reação dentro do nosso organismo com certas drogas – podendo diminuir a sua eficácia – como:

  • Remédios para Depressão
  • Remédios Antipsicóticos
  • Anticoncepcionais
  • Remédios para Controlar a Pressão Sanguínea
  • Remédios Anticoagulantes
  • Esteroides
  • Bloqueadores Beta

 

Outros agentes que podem influenciar no funcionamento natural e na produção de melatonina dentro do nosso corpo são o consumo de cigarros, bebidas alcoólicas e cafeína em exagero. O uso de telefones celulares, computadores e televisão antes de dormir também constroem uma barreira à produção de melatonina devido à emissão de luz azul, o que pode obstruir uma noite de sono tranquila.

Melhor Colágeno do Mercado & Como Tomar O Suplemento

Apesar de sabermos tanto sobre colágeno hoje em dia, foi somente por meados dos anos 30 que o colágeno foi classificado como uma estrutura molecular. Tal substância ainda é estudada constantemente a fim de novas descobertas sobre essa proteína poder mudar o eixo da medicina no futuro e auxiliar tratamentos como o de artrite, por exemplo.

Aproximadamente 30% das proteínas encontradas em nosso organismo são tipos diferente de colágeno. Esta porcentagem é distribuída entre nossos ossos, ligamentos e tendões.

O colágeno é a proteína mais abundante no corpo humano. As suas moléculas são formadas de carbono, oxigênio e hidrogênio que, por sua vez, são utilizadas para a formação de aminoácidos. São eles: prolina, glicina, arginina e glutamina. Estes aminoácidos – e o colágeno no geral – fornecem vários benefícios consideráveis para a nossa saúde. Normalmente nós produzimos naturalmente certas quantidades, mas quando estamos com a imunidade baixa, enfrentando stress, doentes ou qualquer outro motivo que classifique o corpo como ‘não saudável’, o nosso organismo não é capaz de suprir a produção das quantidades que precisamos. Desta forma, é preciso obter tais fontes de aminoácidos por meio de suplementação ou de alimentos que sejam ricos em colágeno. E colágeno é uma excelente fonte!

  • Prolina: só este aminoácido sozinho constitui 15% das quantidades de colágeno do corpo humano. A prolina regula o organismo e garante o seu funcionamento tranquilo e sem complicações.
  • Glicina: constitui aproximadamente 10% do conteúdo de colágeno no organismo humano. Este aminoácido contribui para a formação saudável de DNA e para a produção de creatina.
  • Arginina: mantém a saúde arterial, cardiovascular, circulatória e estimula o sistema imunológico.
  • Glutamina: este aminoácido é um dos mais importantes presentes no corpo humano. Ele promove a saúde física e mental, ajudando no combate à depressão, ansiedade, insônia, fadiga, dor nas articulações, etc.

É possível obter todos estes efeitos com a suplementação correta de colágeno. Mas como escolher qual comprar? Eu vou te ajudar.

 

# 1 Mobility Colágeno Hidrolisado

Como contém uma dose elevada de colágeno em sua composição, é super indicado para pessoas que sofrem de dor nas articulações.

  • Em pó
  • Origem nacional

Prós: não contém sabor nenhum e não altera o sabor de sucos e chás ao misturar com líquidos. Possui uma concentração alta de colágeno e, por ser em pó, o nosso corpo absorve mais rápido. Sendo assim, os resultados também são mais ligeiros para aparecer.

Contras: apesar de não ter nenhum gosto, não é tão fácil de se livrar das bolhas de pó que ficam flutuando. Podia ser um pouco mais levinho para acelerar a sua dissolução.

 

# 2 Nitech Colágeno Hidrolisado

Se você não tem problemas de dor que são potencializadas por exercício físico, mas está à procura dos benefícios do colágeno para a otimização do bem-estar da pele, cabelo, unhas e para promover a formação saudável de cartilagem, essa marca é recomendada para você.

  • Em cápsulas
  • Origem nacional

Prós: este produto faz parte da linha fit da Nitech. Essa marca também possui outras linhas e produtos de extrema qualidade como a linha black (para levar a sua energia às alturas) e a linha esportiva (para levar os seus ganhos musculares ao infinito e além).

Contras: contém uma baixa concentração de colágeno ao ser comparado a outros produtos.

 

# PowerFoods Colágeno

Este produto é o mestre da elasticidade da pele com a garantia de aparência mais jovem. As cápsulas contêm alta biodisponibilidade, o que faz com que seja absorvida rapidamente e eficientemente pelo nosso corpo.

  • Em cápsulas
  • Origem nacional

Prós: a fórmula desse produto não contém glúten ou açúcar e é confeccionado utilizando matéria prima estrangeira.

Contras: pode ser difícil encontrar disponibilidade. Então se você ver que de repente uma loja tem em estoque, agarre e saia correndo!

 

Como Tomar & Melhor Horário Para Tomar Colágeno

É recomendado ingerir a sua dose de colágeno pela manhã e em jejum, ou antes de ir dormir. Porque? As moléculas de colágeno devem fazer o seu percurso dentro do corpo humano sem a intervenção de ácidos estomacais que podem quebrar as suas partículas e destruir a sua eficácia.

Normalmente é mais fácil tomar nestes horários sugeridos, mas você pode, na verdade adaptar a ingestão desse suplemento de acordo com a sua rotina. Só se lembre de esperar 2 ou 3 horas para comer antes e depois de tomar o colágeno.

Siga instruções médicas ou do rótulo do produto para a dosagem específica.

Permita que o organismo absorva e comece a produzir os efeitos desejados do colágeno, o que pode levar 2 a 4 meses.

 

 

A Melhor Goji Berry em Cápsulas & Seu Preço

Antes de ser um superalimento incrível, popular no mundo inteiro e com um sabor único, a goji berry era apenas uma fruta. Essa fruta, na forma desidratada ou in natura, é muito rica em vitaminas, fibras e antioxidantes. Tais características abrem um leque imenso de benefícios da goji berry.

Os Chineses vêm utilizando a goji berry em tônicos medicinais e como antioxidante natural para a cura e prevenção de doenças há centenas e centenas de anos. A medicina tradicional Chinesa, na verdade, ganha a medalha de bronze na arte de mais antiga forma de praticar medicina, perdendo somente para a medicina Egípcia e a medicina da Babilônia.

A prática da medicina tradicional Chinesa começou há mais de 2 milênios atrás. Hoje em dia, é estimado que mais de 5 milhões de Norte-Americanos a utilize todo ano. Os praticantes utilizam de ervas e técnicas que envolvem a mente e o corpo, como a acupuntura e o tai chi, por exemplo, para aliviar sintomas de dor, prevenir ou curar doenças ou atenuar disfunções resultantes do estresse.

Muitas pessoas acabam utilizando da medicina tradicional Chinesa como um método complementar de cura além do tradicional. E quem diria que um método medicinal tão respeitado mundialmente poderia ser encontrado facilmente na prateleira da sua loja favorita de suplementos?

O suplemento de goji berry em cápsulas é bem famoso por ser bem difícil achar a fruta in natura por aqui. A solução então é usar a suplementação, ou incorporar a goji berry desidratada na sua alimentação diária.

Abaixo eu listei 3 dos melhores suplementos de goji berry. É fácil de comprar, fácil de tomar e fácil de ver os resultados após o uso.

 

# 1 Goji Berry em Cápsulas – Nitech

  • Embalagem com 60 cápsulas ou duo com um preço mais baixo
  • Porção de 800mg a cada 2 cápsulas
  • Marca Nacional

Contém picolinato de cromo (substância utilizada para o tratamento de diabetes do tipo 2 e para promover o emagrecimento), extrato de café verde (suplemento que estimula um melhor metabolismo e queima gorduras) e goji berry em pó.

Esse suplemento tem um poder antioxidante incrível ajudando na manutenção do peso de uma forma inacreditável

 

# 2 Goji Berry em Cápsulas – PowerFoods

  • Embalagem com 60 cápsulas ou trio com um preço mais baixo
  • Porção de 500mg por cápsula
  • Marca Brasileira

A fórmula deste suplemento é composta de goji berry em pó e como bônus ainda traz vitamina A (promove a saúde da visão, pele e mente), vitamina C (também conhecida como ácido ascórbico, essa vitamina estimula o sistema imunológico), vitamina E (é um agente antioxidante potente utilizado para o tratamento de hipertensão e problemas cardíacos), cromo (inibidor de apetite), selênio (acelerador do metabolismo) e zinco (responsável pela síntese proteica e regulação do sistema endócrino).

A goji berry da PowerFoods é um suplemento mineral que te dá mais energia, mais foco e mais disposição em dois palitos (ou duas cápsulas).

 

# 3 Goji Berry em Cápsulas – Vitaminlife

  • Embalagem com 60 cápsulas
  • Porção de 400mg por cápsula
  • Marca Brasileira

A goji berry em cápsulas da Vitaminlife são gluten free e providenciam picolinato de cromo (além de auxiliar com a diabetes e de melhorar os níveis de insulina, também otimiza os resultados de atividades físicas contribuindo para o aumento de massa muscular) misturado ao pó de goji.

O uso dessa marca influencia especialmente o desempenho físico, estimulando a aceleração dos ganhos de massa magra. Além disso, é um grande contribuinte para a melhora na qualidade do sono. Prepare-se para dormir como uma pedra e acordar revitalizado!

 

Como Consumir Goji Berry & Preço

Para o consumo do suplemento em cápsula de goji berry, é recomendado seguir as instruções do rótulo do produto ou o conselho do seu médico de confiança. Normalmente a dose indicada é de 2 cápsulas por dia pelo menos 20 minutos antes da refeição.

O preço do suplemento não varia muito de marca para marca e é razoavelmente acessível considerando a quantidade de goji berry em pó que cada cápsula contém. No entanto, ao ser comparado com outros suplementos pode chocar o consumidor pelo preço. A goji berry está super em alta, então pagamos sim pela sua popularidade.

Por outro lado, a fruta desidratada também é salgada (não o gosto… o preço mesmo). Por este motivo, muitas pessoas hesitam em se aventurar por essas bandas. A boa notícia é que a dose recomendada da fruta seca é somente 10-15 unidades por dia.

Descubra Os 7 Segredos da Goji Berry

Frutas são deliciosas e super recomendadas para uma dieta balanceada ou para combater aquele desejo incontrolável de comer uma barra de chocolate. Agora que vamos cair de boca em frutas, porque não mirar em uma que ofereça potencialmente mais benefícios que as outras? Porque não experimentar uma que ofereça um mar de vantagens e que ainda seja considerada um superalimento? Que bom que você está interessado! Deixa eu te apresentar a goji berry. Essa frutinha que tem mais popularidade do que dimensão vai ganhar seu coração com pouquíssimo esforço. A goji berry desidratada tem um gosto refrescante – podendo ser usada em várias comidas que você já consome – e uma aparência enrugadinha, mas não julgue o livro pela capa. Afinal, é o que todos dizem certo? Beleza interior é mais importante que a beleza exterior.

 

O Que é Goji Berry

A goji berry é uma fruta de porte pequeno natural da Ásia. A maior proporção dessa planta cresce na China, mas também pode ser encontrada em outros países asiáticos. Pela facilidade de adaptação ao solo, a goji berry pode resistir as temperaturas norte americanas e sobreviver em várias áreas dos Estados Unidos. No entanto, a grande maioria dos produtos de goji berry que encontramos são exportados da Ásia e, por isso, convertidos em frutas secas ou cápsulas de suplemento de goji berry.

A população asiática vem consumindo essa fruta há mais de 2 mil anos. Eles usam a goji berry para fins medicinais e acreditam que ela tem poderes de aumentar a expectativa de vida humana. Os Chineses utilizam não somente a fruta da planta, mas também suas folhas, raiz e flores. E quem somos nós meros mortais para não acreditar na medicina tradicional chinesa?

Essa fruta que mais parece um mini diamante vermelho também é conhecida como wolfberry, goji Tibetano ou goji do Himalaia. O seu gosto é adocicado com um toque herbal.

O uso da goji berry no Oriente é diferente do seu uso no Ocidente. Por que? Apesar de ser possível plantar e cultivar a goji berry nas Américas, ainda é difícil encontrar a planta in natura para consumo. Normalmente o seu comércio desse lado do planeta se dá em forma de pó ou em forma desidratada. Desta forma, há limites do seu uso no Ocidente. Nos países Asiáticos eles usam a fruta pura para fazer chás, sucos, vinhos e aprimorar receitas da culinária típica.

 

Benefícios da Goji Berry

Proveniente da mesma família do tomate, pimentão e da berinjela, a lycium barbarum (ou goji berry) é riquíssima em nutrientes e minerais. Tais substâncias encontradas na fruta podem te ajudar a dormir melhor, auxiliar no emagrecimento e prevenir gripes. Segue abaixo os 7 benefícios principais dessa frutinha poderosa:

 

  1. Fortalece o sistema imunológico: um estudo publicado na Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos concluiu que o consumo de suco de goji berry por um período de 14 dias resultou em bem-estar geral dos participantes. A goji berry melhorou a saúde física e mental dos objetos de estudo por ter um teor alto de vitamina C, vitamina A e antioxidantes.
  2. Protege o organismo de doenças: de acordo com um instrutor de medicina da Universidade de Harvard, há evidências de que frutas vermelhas, como a goji berry, desaceleram o processo de declínio cognitivo de memória em idosos. Pode prevenir a produção de células cancerígenas, gripes e deficiência em vitaminas. A goji berry é uma fonte sensacional de proteína, zinco, ferro e fósforo. Possui mais beta caroteno do que uma cenoura e mais ferro do que o espinafre!
  3. Estimula o bom-humor e a energia: uma análise feita e publicada no Jornal de Medicina Alternativa e Complementar descobriu que o uso de goji berry elevou os níveis de energia, sensação de felicidade, qualidade do sono, melhorou a atividade gastrointestinal e diminuiu os efeitos do estresse.
  4. Promove a fertilidade: os Chineses acreditam que a goji berry também é eficaz para otimizar as chances de fecundação. Aparentemente o homem que consome goji berry tem um aumento no volume e na qualidade do esperma. Já na mulher, a goji berry é eficaz no equilíbrio hormonal e no tratamento natural da infertilidade.
  5. Purifica o fígado: a goji berry é muito utilizada em receitas de mingau (doce ou salgado) para pessoas enfermas. A medicina Chinesa acredita que essa fruta é muito importante para a purificação dos rins e do fígado, restaurando a sua vitalidade e disposição, o que ajuda na saúde de forma geral.
  6. Otimiza a aparência da pele: a goji berry é rica em beta caroteno, o que pode ser um preventivo de câncer de pele e pode combater radicais livres provenientes da exposição solar. A goji é recomendada para pessoas que sofrem de fotossensibilidade, carcinoma, melanoma, e outras doenças de pele.
  7. Favorece a saúde ocular: o consumo da goji berry está diretamente relacionado à doenças oculares que podem aparecer ao envelhecermos como a degeneração da mácula e o glaucoma. A fruta pode ajudar a proteger os nossos olhos de qualquer tipo de oxidação proveniente do estresse, radicais livres e danos causados por raios UV.

 

A goji berry ajuda a emagrecer?

Essa fruta Asiática fornece vários benefícios que podem auxiliar no emagrecimento sim. Não há estudos suficientes para comprovas que a fruta sozinha faz com que os quilos extras desapareçam, mas com toda essa variedade de vantagens com certeza abre todas as portas para que você chegue lá. Só fica a seu critério cruzar a linha de chegada ou ficar só olhando e desejando uma barriga seca e peso que te deixe mais confortável consigo mesmo.

O consumo da goji berry traz a sensação de saciedade ao mesmo tempo que destrói a bicha de comer doces, o que é um combo perfeito para quem está tentando perder peso. Um punhado de goji berry (que caiba na palma da mão) tem aproximadamente 100 calorias e tem a capacidade de te segurar entre o almoço e o jantar sem sofrer.

Mas cuidado para não abusar das frutinhas milagrosas. Elas são ótimas para o nosso organismo, mas como toda fruta tem açúcar que pode prejudicar o nosso corpo se comer demais. Especialmente aqueles que sofrem de desequilíbrio no teor de glicose no sangue.

Diabéticos e indivíduos que fazem uso de remédios anticoagulantes podem ter uma reação inesperada e negativa ao consumir a goji berry. Há também a possibilidade de reação alérgica para pessoas que já tem histórico de alergia a tomate, pêssego e nozes. Por estas razões, é importante consultar o seu médico só para ter certeza de que você está livre para entrar no mundo da goji.

 

A Biotina 5mg e a Diferença de Preço Entre Marcas Nacionais e Importadas

Em 1936, um estudo conseguiu identificar a biotina como um suplemento que combatia disfunções capilares e de pele como a dermatite e a perda de cabelo. Na época, duas substâncias podiam auxiliar com tais condições, a vitamina H e a coenzima R. No entanto, em 1940 o bioquímico Paul Gyorky descobriu que elas eram o mesmo composto.

A biotina passou a ser sintetizada a partir de 1943 e, desde então, vem nos resgatando de cabelos e unhas quebradiças, cólicas menstruais, pele com aparência envelhecida e muito mais benefícios!

Esse suplemento, também conhecido como vitamina H ou vitamina B7, faz parte das vitaminas do complexo B. No total, são 8 vitaminas hidrossolúveis que otimizam o nosso metabolismo celular. Confira abaixo a função principal de cada uma delas.

 

B1: balanceia o apetite e aumenta a disposição

B2: estimula a saúde dos olhos e da pele. Diretamente relacionado à fabricação de hemácias.

B3: promove o bem-estar do tecido muscular e da pele. Mantém o cérebro saudável.

B5: melhora a atividade intestinal e o metabolismo. Balanceia as funções neurológicas.

B6: exerce um papel importante na fase de crescimento. Estimula a produção de serotonina.

B7: conhecida como biotina. Otimiza a saúde do cabelo, pele e unhas.

B9: pode impedir a ocorrência de alguns tipos de anemia. Responsável pelo aumento de serotonina no organismo.

B12: aumenta estamina. Equilibra a saúde psicológica.

 

Com todas essas informações pode ficar difícil encontrar o melhor suplemento disponível no mercado. A nossa alimentação pode trazer traços de biotina, mas a suplementação é sempre a forma mais pura de ingerir uma substância. Há vários produtos que fornecem todas as vitaminas do complexo B em uma quantidade pequena, há também produtos que fornecem somente a biotina (ou vitamina B7). Então, se você está atrás dos benefícios que a biotina oferece, você precisa experimentar um desses suplementos abaixo. Eu testei e indico!

 

# 1 Biotina Vital Âtmon – Vital Beauty B5 + Biotina

 

  • 30 mcg de biotina a cada 2 cápsulas
  • Marca Nacional

 

Prós: possui em sua fórmula grandes quantidades de vitamina B5, o que é excelente para o metabolismo. Também possui óleo de amêndoas (que auxilia com problemas na derme) e óleo de gergelim (que funciona como um agente clareador de manchas, rugas e linhas de expressão).

Contras: como é uma mistura de duas vitaminas, o teor de biotina não é tão alto.

 

# 2 Biotina Kirkland

 

  • 5mg (ou 5000mcg) a cada 2 comprimidos
  • Marca Norte-Americana

 

Prós: fornece também em sua fórmula as vitaminas A, C, D, E, B6 e outros componentes como cálcio, fósforo, magnésio e zinco. Como tem níveis super altos de biotina, é possível ver resultados logo na primeira quinzena. As minhas unhas passaram a parecer de salão e os meus fios de cabelo estão mais fortes do que nunca!

Contras: a única desvantagem é o tamanho do comprimido. Precisei de bastante líquido para mandar pra dentro sem arranhar a garganta.

 

# Biotina Maxinutri

 

  • 30 mcg de biotina a cada duas cápsulas
  • Marca Brasileira

 

Prós: auxiliou no problema constante que eu tinha de unhas fracas e que quebravam na linha da pele, o que é muito doloroso. Eu também tenho cabelos finos e que quebram com facilidade, até quando estou usando a escova. Foi só a começar esse suplemento que eu notei o fortalecimento e maior elasticidade das fibras capilares e da derme.

Contras: foi o suplemento que demorou mais a mostrar resultados positivos.

 

Como Tomar Biotina

De acordo com a Academia Nacional do Instituto de Medicina de Ciências e o Conselho Americano de Alimento e Nutrição, a dose recomendada diária de biotina varia de acordo com a idade e condição do indivíduo usando dessa suplementação.

  • Bebês entre 0 e 6 meses: 5mcg por dia
  • Bebês entre 7 e 12 meses: 6mcg por dia
  • Crianças entre 1 e 3 anos: 8mcg por dia
  • Crianças entre 4 e 8 anos: 12mcg por dia
  • Crianças entre 9 e 13 anos: 20mcg por dia
  • Adolescentes entre 14 e 18 anos: 25mcg por dia
  • Adultos com mais de 19 anos: 30mcg por dia
  • Mulheres grávidas: 30mcg por dia
  • Mulheres em fase de amamentação: 35mcg por dia

É sempre importante, no entanto, seguir instruções médicas ou do rótulo do produto ao começar a ingerir qualquer tipo de vitamina ou suplemento.

 

 

Biotina, a Vitamina da Beleza

Às vezes é normal se sentir pressionado com a quantidade de informação disponível por aí sobre suplementos, vitaminas e comidas diferentes. Aposto que você já se pegou imaginando o que seria da sua vida se você tivesse que carregar todas essas pílulas e cápsulas para cima e para baixo para o resto da vida. Bom, a boa notícia é que a maioria dos nutrientes que o nosso corpo precisa nós adquirimos via alimentação. É por isso que ter hábitos de refeição saudáveis é imprescindível para a nossa saúde em geral.

O que acontece, então, quando o nosso organismo não recebe tudo que precisa para funcionar adequadamente? É aí que os suplementos alimentícios entram em ação. Isso significa que alguns suplementos podem ser sazonais (só precisando em uma certa estação do ano), cíclicos (contribuindo com a nossa rotina cheia e ocupada sem tempo para refeições de qualidade) ou dependentes (quando o nosso corpo não produz ou quando restrições alimentares nos impedem de adquirir tal vitamina).

Uma das vitaminas que nós não produzimos naturalmente (ou é acreditado que produzimos apenas em quantidades minúsculas) é a vitamina B7. A biotina pode ser adquirida em alimentos ou via suplementos.

 

O Que é Biotina?

A biotina é uma vitamina também conhecida como vitamina B7, vitamina H ou até mesmo coenzima R. Alguns dos nutrientes provenientes das vitaminas de complexo B cooperam com a saúde do sistema digestivo, metabólico e cardiovascular.

A vitamina B7 age como um catalisador para as transformações de aminoácidos, glicose e ácidos graxos em energia. Sim! Muita gente vai em busca da biotina porque ouviu que é bom para o cabelo, mas na verdade esse suplemento é essencial para as reações químicas do nosso organismo. A vitamina H é indispensável para o funcionamento de várias enzimas conhecidas como carboxilases.

Todavia, as lendas de que biotina é bom para o cabelo não são falsas. É a partir desse benefício que a biotina adquiriu o apelido de vitamina H. A letra ‘H’ vêm das palavras em alemão ‘haar’ e ‘haut’ que significam cabelo e pele, respectivamente.

Essa vitamina é solúvel em água e, portanto, não é armazenada em nossas células. Toda e qualquer quantidade que o organismo não seja capaz de absorver, é então eliminada via urina.

 

Para Que Serve a Biotina

De acordo com o centro médico da Universidade de Maryland, a biotina auxilia no combate de problemas de pele, cabelo e unhas, diabetes e neuropatia periférica. Mas não se engane com produtos de beleza como esmaltes de unha ou shampoos que utilizam a biotina como estratégia de marketing! O nosso corpo não é capaz de absorver tal vitamina através da pele.

Além dos benefícios citados acima, a vitamina B7 oferece mais algumas vantagens que com certeza vão te interessar.

 

  • Favorece um sistema cardiovascular saudável: estudos mostraram uma melhora no colesterol bom e uma redução no ruim ao combinar a biotina com crômio. A vitamina B7 combate inflamação cardiovascular e impede o acúmulo de gordura nas artérias. Desta forma, diminui os riscos de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral (AVC).
  • Otimiza a saúde capilar, das unhas e da pele: a biotina pode auxiliar no combate à acne, fungos, assaduras e pele extremamente seca. Um estudo mostrou que o uso da vitamina B7 por um período de 6 meses estimulou o crescimento e a saúde das unhas.
  • Estimula as glândulas suprarrenais e da tireoide: essas glândulas desempenham um papel muito importante no nosso organismo como o controle da fome, sono, humor, sensação de dor e energia. A falta de biotina pode desregular todas essas atividades.
  • Auxilia na recuperação de tecidos e músculos: a biotina contribui na redução de inflamação em tecidos e músculos do nosso corpo, evitando dores, aflições ou dificuldade de se locomover.
  • Promove um metabolismo saudável: ajuda a manter um metabolismo eficiente, transformando aminoácidos e glicose em combustível. A deficiência de vitamina B7 pode causar um metabolismo lento e preguiçoso.
  • Combate o declínio cognitivo: melhora a concentração, auxilia a manter uma mente positiva e feliz e defende o nosso cérebro contra disfunções de memória como a doença de Alzheimer ou demência.
  • Equilibra a intolerância à glicose e os níveis de açúcar no sangue: sustenta os níveis de glicose, facilitando a ação da insulina. O uso da biotina com crômio é bastante efetivo na diminuição do açúcar no sangue de pessoas com diabetes.
  • Desempenha um papel importante durante a gravidez e amamentação: como já mencionado, a biotina contribui na recuperação muscular. Mas não somente isso, essa vitamina é essencial no desenvolvimento muscular também. Isso se dá principalmente durante a infância e a fase fetal. A falta de biotina no organismo pode gerar problemas de crescimento.

 

A Biotina Engorda?

A vitamina B7 não tem como função principal o emagrecimento, mas a sua ação acaba levando a uma vida mais saudável, o que influencia a perda de peso.

Todos os seus benefícios, como a redução dos níveis de colesterol ruim e a ação de coenzima com carboidratos e açúcar na produção de energia, levam a um funcionamento melhor e mais eficiente do nosso organismo. Um combo de biotina com atividades físicas moderadas e uma dieta balanceada levará sim ao emagrecimento.

A biotina não engorda. Muito pelo contrário, essa vitamina é muito comumente encontrada como um dos componentes em remédios prescritos para inibir o apetite.

 

Sintomas de Deficiência de Biotina

Tecnicamente não há sintomas de super dosagem da biotina, principalmente pelo fato dessa vitamina ser solúvel em água. Deste modo, o corpo elimina o excesso pela urina.

A deficiência da vitamina B7, por sua vez, é também muito rara. Porém, quando ocorre, é possível identificá-la a partir dos seguintes sintomas.

  • Fatiga crônica
  • Dano no sistema nervoso
  • Mudança temperamental
  • Cólicas
  • Cabelo frágil ou queda de cabelo
  • Pele seca e avermelhada
  • Dor muscular
  • Problemas no sistema digestivo e intestinal
  • Deficiência cognitiva
  • Sensação de formigamento
  • Língua dolorida
  • Perda do apetite
  • Olhos secos
  • Depressão
  • Alucinações
  • Insônia

Outros fatores que influenciam a deficiência da biotina podem estar relacionados ao uso de medicamentos ou à certas doenças ou condições. Alguns exemplos são: remédios anticonvulsivos, pessoas com doenças no fígado, pessoas que tomem antibióticos a longo prazo, pessoas que estejam recebendo nutrientes por via intravenosa, biotinidase (doença extremamente rara que impede que o organismo absorva biotina), doença de crohn e doença celíaca.

Ranking do Melhor Whey Protein Isolado & Guia de Como Tomar

A proteína vem sendo usada como aliado para o ganho de massa muscular há muitos anos. Os primeiros estudos que realmente comprovaram reações positivas do nosso organismo ao entrar em contato com o whey protein foram publicados por volta dos anos 70, época em que as pessoas contavam com a ingestão diária recomendada através de alimentos ricos em proteína.  Inicialmente, o whey foi divulgado como um suplemento para auxiliar o sistema digestivo em casos de acúmulo de gases no intestino, prisão de ventre e no tratamento da decomposição intestinal.

Hoje em dia, além de prestar assistência aos exemplos acima, sua atividade mais popular é a de assistir o ganho de massa muscular. Em parceria com a construção da hipertrofia, o whey protein também passou a simbolizar uma vida saudável ao otimizar o sistema imunológico, reduzir os níveis de glicose no sangue, aumentar os níveis de glutationa (agente antioxidante), regular a pressão sanguínea e muito mais.

Devido a essa imensidão de benefícios do whey protein, seus usuários não são somente aqueles relacionados à atividade física de qualquer intensidade, mas também aqueles em busca de uma melhoria da saúde de um modo geral. Seja essa busca para controlar ou tratar disfunções no organismo, redução de gordura ou a expansão de massa magra.

Há vários tipos de whey protein disponíveis no mercado, mas qual é o melhor no geral? Dentre eles temos o whey protein concentrado, o whey protein isolado e o whey protein hidrolisado. Além das opções de whey, também é oferecido as proteínas caseína, de soja, do soro do leite e albumina.

Abaixo eu elegi as minhas 3 marcas favoritas! E elas são todas diferentes em sua composição.

 

# 1 Optimum Nutrition Gold Standard 100% Whey

A whey protein da Optimum é com certeza uma das marcas mais famosas que tem por aí. E talvez uma das mais vendidas no Brasil. Contém uma porcentagem grande de proteína por medida, além de também oferecer BCAA.

 

  • Em cada porção (30,4g) há 24g de proteína
  • Whey protein isolado e whey protein concentrado
  • Nos sabores banana, baunilha, chocolate, cookies & cream e morango

 

Prós: Contém 5,5g de BCAA (aminoácidos que são excelentes para a recuperação muscular) e apenas 3g de carboidratos por porção. Esse whey dilui super fácil em água e é 100% puro. Esse whey protein possui o selo gold standard de qualidade.

Contras: O preço é um pouquinho salgado. Por ser popular, estamos pagando um pouco pela qualidade e um pouco pela etiqueta. Outro ponto são os sabores oferecidos no site oficial da marca. Fiquei com invejinha que não temos a mesma disponibilidade no Brasil. Alguns dos sabores que eles oferecem no mercado internacional são: cappuccino, cheesecake de mirtilo e torta de limão.

 

# 2 Whey 6 Six Protein Bodybuilders

Essa formula é bem interessante por misturar seis tipos diferentes de proteína (daí o nome). É ofertada em dois tamanhos diferentes e tem um preço bem simpático, especialmente quando comparada à whey protein Optimum Gold Standard.

 

  • Em cada porção (40g) há 20g de proteína
  • Whey protein isolado, whey protein concentrado, whey protein hidrolisado, proteína de soja, proteína albumina e proteína isolada da carne
  • Nos sabores chocolate, baunilha e morango

 

Prós: Contém 13g de carboidratos a cada medida e apenas 0,9g de gordura. Esses valores são bem atraentes considerando o preço. Tais valores também contribuem para uma dieta completa e balanceada.

Contras: O rótulo não especifica a porcentagem de cada proteína em sua fórmula. Então, por misturar proteínas vegetais com animais, pode deixar a desejar para aqueles que tem preferência por uma ao invés da outra.

 

# 3 Whey Protein Probiótica

A marca nacional Probiótica detona nos suplementos! Está no mercado há anos e tem uma reputação sensacional. O whey protein deles é um top seller e, mais uma vez, de excelente qualidade.

 

  • Em cada porção (30g) há 23g de proteína
  • Whey protein concentrado
  • Nos sabores natural, baunilha, chocolate e morango

 

Prós: Contém 4,8g de BCAA, sendo magnífico para pré ou pós treino, e só 2,1g de carboidratos (dentre eles só 1g de açúcar). Não tem glúten. É uma marca Brasileira!

Contras: O pó é um pouco mais volumoso do que o encontrado nas demais proteínas, o que faz o preparo um pouco mais difícil. Mas se você já está no clima de academia, coloca o bíceps pra funcionar e chacoalha esse shake!!

 

Como Tomar Whey Protein?

A dose diária de whey protein depende do organismo de cada pessoa (peso, sexo e nível de atividade física). Se você ainda está em dúvida, a ingestão diária recomendada é 0,5 a 0,8g de proteína por quilo corporal. Ou seja, se você pesa 60kg, a sua dose mínima diária estaria em torno de 30-48g de proteína. Agora, atletas de resistência necessitam de uma dose maior do que a mínima, que seria em torno de 1,2 a 1,4g por quilo corporal. Basicamente, quanto mais vigoroso e frequente o seu treino, mais proteína o seu corpo vai pedir.

Outro ponto importante ao ingerir whey protein é que a sua quantidade seja igualmente distribuída durante o dia, ao invés de durante uma só refeição. Dar uma olhada na dieta da proteína, pra ter algumas ideias do que comer no café da manhã, almoço e jantar é sempre uma boa ideia. Isso quer dizer que se você for pra academia e tomar uma dose dupla do seu whey protein ao voltar, quer dizer que o seu organismo vai desperdiçar aquilo que não conseguir absorver? Sim! A maioria das pessoas só consegue absorver cerca de 20-30g de proteína por refeição. Então o esquema é focar no treino, na dose diária de whey protein e na alimentação equilibrada.

 

 

Melhor Creatina e Melhor Preço – Top 3

O uso da creatina para fins de potencialização de massa magra é um assunto que vai e volta. Já restou comprovado que esse suplemento realmente funciona e faz maravilhas com os músculos do nosso corpo. O problema é sempre como escolher a melhor que não seja os olhos da cara.

A venda de creatina é, na verdade, bastante extensiva no mercado de suplementos. Ela pode ser encontrada em diferentes tipos e formas. Dentre os diferentes tipos é possível encontrar: a monohidratada, éster etílico, tri-creatina malato, creatina tamponada, creatina micronizada, creatina líquida e creatina conjugada, por exemplo. Dentre as formas disponíveis, a creatina pode vir em pó (a mais popular), em comprimidos, em forma líquida e até em barrinhas de cereal.

A creatina monohidratada é a mais comum e também a mais procurada. Apesar de ser apenas uma dentre várias opções, que às vezes são alegadas como melhores e superiores, não há comprovação científica de que os outros tipos são mais eficazes. Aliás, devido ao fato da creatina monohidratada ser considerada a “original”, além de ter o suporte de milhares de estudos comprovando a sua aplicabilidade, é também a mais barata.

A partir disso, e considerando qualidade e preço, eu selecionei as minhas 3 marcas favoritas, que na minha opinião formam a perfeita trindade desse suplemento. Todas elas são monohidratadas e em pó. Todas os tipos de creatina que eu experimentei exibiram mais e melhores resultados após eu ter iniciado também uma dieta com 9 Alimentos Que Otimizam o Aumento Muscular ao Usar Creatina.


# 1 Creatina Universal

Essa, para mim, é a número 1 por diversos motivos. E aposto que várias pessoas vão concordar comigo. A qualidade é absolutamente puríssima e os resultados são visíveis em pouquíssimo tempo.

  • Produto da Alemanha
  • 100% pura
  • Selo Creapure

 

Prós: atingiu uma pontuação de 91.6/100 no labdoor, um site confiável que avalia a qualidade de suplementos. O preço é sensacional por ser uma marca importada e de tão boa qualidade. Não tem sabor nenhum.

Contras: não vem com uma colher de medida. Às vezes tenho que adicionar mais líquido para misturar o pó que ficou no fundinho do copo. A textura é um pouquinho granulosa/arenosa, não sendo tão macio para engolir ou misturar, mas mesmo assim classifica como a minha creatina predileta.


# 2 Creatina Optimum Nutrition

Praticamente no mesmo patamar de qualidade da creatina universal, essa marca também apresenta excelentes componentes, especialmente por ser micronizada.

  • Produto Americano
  • 99% pura
  • Selo Creapure

 

Prós: atingiu uma pontuação de 89.3/100 no labdoor. Por ser micronizada, auxilia na melhor ingestão e absorção. Não possui cheiro ou sabor. Funciona formidavelmente tanto antes (para um impulso de energia) como pós treino (para recuperação muscular).

Contras: também não vem com uma colher medidora, apenas instruções de como medir. Não dissolve muito bem em bebidas geladas, eu recomendo utilizar líquidos em temperatura ambiente ou quentes.


# 3 Creatina Probiótica

Essa creatina é orgulhosamente nacional. Passando por dois procedimentos diferentes a fim de obter uma qualidade magnífica, esse suplemento é monohidratado e micronizado. Seguindo a tendência tropical, além da opção sem sabor, essa creatina pode ser encontrada também nos sabores açaí com guaraná e uva, por exemplo.

  • Produto Brasileiro
  • 100% pura
  • Selo Creapure

 

Prós: é um produto nacional que apoia a economia brasileira. É super levinha e não te deixa com sensação de inchaço. O pó é fininho, fazendo com que se misture facilmente com qualquer líquido.

Contras: As com sabores tropicais são uma delícia, mas a sem sabor eu sinto a necessidade de tomar em um gole só ou misturar com suco, porque não é completamente sem sabor.


Como Tomar Creatina?

É recomendado que se inicie a suplementação de creatina com o que é chamado fase de saturação. Essa estratégia não é mandatória, mas irá acelerar o processo ao depositar cargas extras de creatina no músculo até atingir o armazenamento necessário para funcionar imediatamente.

Se você optar pela saturação, a dose diária será de 20g por aproximadamente 7 dias. Tais doses deverão ser divididas entre 5 doses de 5g por dia. Após o término da primeira semana, prossiga com uma dose de 3-5g por dia, ou como recomendado no rótulo do produto. A mesma quantia diária de 3-5g é aconselhada caso você opte por pular a fase de saturação, no entanto os resultados só começarão a ser visíveis dentro de 3-4 semanas.

Uma dieta balanceada com pelo menos uma refeição diária baseada em carboidratos ou proteínas é sugerida para melhor absorção do suplemento.

As Vantagens da Creatina – Funciona Mesmo?

Deixa eu adivinhar… você está fazendo academia, mas não está vendo os resultados que queria? Aí você ouviu de uma tal de creatina, mas não sabe o que é, para que serve, como funciona, seus benefícios ou efeitos colaterais e, por último, se a creatina engorda. Bom, é seu dia de sorte, porque eu vou te contar todos os mínimos detalhes desse suplemento.

A creatina é super famosa por ajudar a aumentar a energia e recuperação do músculo durante e após o treino. Desse jeito, aumenta também o ganho de massa muscular.

Esse suplemento pode ser encontrado facilmente em várias lojas de nutrição desportiva, que com certeza vendem a melhor creatina com o melhor preço.

 

O Que é & Para Que Serve a Creatina:

A creatina, apesar de muitas pessoas não saberem, é uma substância que pode ser encontrada naturalmente no corpo humano. Isso significa que sim, o nosso corpo produz certa quantidade de creatina, localizada nas células musculares, que é utilizada quando nos exercitamos. Dentro do nosso organismo, a creatina se transforma em fosfocreatina, a qual auxilia na formação do trifosfato de adenosina (ATP). A ATP, por sua vez, providencia ao corpo a energia necessária para as contrações do músculo. Figurativamente falando, podemos dizer que a ATP é o nosso banco de energia, então quanto mais energia disponível para saque, mais massa muscular podemos obter em troca.

Apesar do nosso corpo produzir uma certa quantia dessa substância, a ingestão da creatina como forma de suplemento não é anormal. Muito pelo contrário, ela é muito utilizada por atletas e fisiculturistas. Como serve como um mecanismo explosivo, durante o treino se consegue alcançar maiores e melhores resultados devido a oportunidade de conquistar um maior número de repetições com um peso, também, maior do que o normal. E não só isso, mas a cretina também serve para amparar a recuperação do treino e suportar o vigor do músculo.

A quantidade de creatina dentro do nosso sistema varia de acordo com a quantidade de carne que consumimos, os nossos níveis hormonais, frequência de exercício físico e quantidade de massa magra. Embora o nosso corpo seja capaz de produzir a própria creatina, seria necessário o consumo diário de aproximadamente 1kg de carne ou peixe a fim de atingir a dose apropriada para a obtenção de todos os seus benefícios.

Aproximadamente 95% dos níveis do trifosfato de adenosina (ATP) que possuímos são armazenados no músculo. Enquanto o restante é distribuído entre o fígado, rins e cérebro. A síntese desse suplemento é realizada em tais órgãos, com a adição do pâncreas.

 

Creatina Quinase:

Há dois tipos diferentes de creatina: o suplemento (chamada também de creatina monohidrato) e a natural (chamada também de creatina quinase, fosfoquinase ou fosfocreatina como mencionado acima).

A sintetização da arginine, metionina e glicina (aminoácidos) dentro do nosso organismo é o que forma o ácido orgânico nitrogenado, que conhecemos como creatina.

A creatina quinase é naturalmente solta à corrente sanguínea quando o músculo se encontra em estado de stress. Portanto, quando se ocorre fadiga muscular por exemplo, é possível analisar níveis altos da creatina quinase atuando na recuperação do músculo. Em exames de sangue se faz viável o diagnóstico de inflamação ou distrofia a partir da quantidade dessa enzima no local.

 

Como a Creatina Funciona:

Os resultados obtidos a partir do uso da creatina podem, realmente, ser mágicos. Foi comprovado cientificamente, aproximadamente 50 anos atrás, que este suplemento pode modificar o jeito que o músculo reage a estímulos físicos. No começo dos anos 90 foi quando a creatina realmente explodiu em popularidade entre os atletas.

Basicamente, o papel principal da creatina é aumentar a quantidade de energia armazenada nos músculos do corpo humano. Essa energia é, então, utilizada para o levantamento de peso e exercícios de alta intensidade.

Há, no entanto, outros métodos de intensificar o ganho de massa magra com esse suplemento além da produção de ATP.

  • Redução da quebra de proteína: esse suplemento pode aumentar massa muscular ao evitar o catabolismo proteico.
  • Aumento nos níveis dos hormônios anabólicos: foi comprovado que após o uso do suplemento, o índice de hormônios como a insulina IGF se elevam.
  • Redução dos níveis de miostatina: se o nível da proteína miostatina estiver muito alto, pode levar a retardação ou total inibição de massa magra. O uso da creatina pode diminuir tais níveis, ajudando com a possibilidade de crescimento muscular.
  • Estimulação do volume do treino: possibilita um treino de musculação mais intenso e mais pesado (mais repetições com mais peso), o que se torna essencial para um planejamento de longo prazo.
  • Melhora da hidratação celular: a creatina auxilia a elevar os níveis de H2O dentro das células musculares.
  • Aperfeiçoamento da comunicação celular: o uso do suplemento pode levar à melhor transmissão de mensagens entre as células, levando-as a avisar quando o músculo está precisando de ajuda para recuperar-se do treino e, assim, desenvolver crescimento.

 

Os Benefícios da Creatina:

O uso da creatina pode ser benéfico não somente para atletas, mas também para idosos e pessoas extremamente sedentárias. De acordo com estudos realizados sobre, a creatina foi eleita como o melhor suplemento para fins de aumento de massa magra. É também comprovado o aumento do vigor, potência e ímpeto na performance muscular, assim como a diminuição dos níveis de açúcar no sangue.

Outrossim, e considerando que a creatina pode afetar o cérebro de forma positiva, estudos indicam que o suplemento pode vir a melhorar as seguintes condições:

  • Epilepsia
  • Doença de Huntington
  • Acidente Vascular Cerebral (AVC)
  • Memória e Atividade Cerebral em Idosos
  • Mal de Parkinson
  • Alzheimer
  • Dano Cerebral ou Dano na Medula Espinhal
  • Doença do Neurônio Motor

 

Possíveis Efeitos Colaterais da Creatina:

A maioria dos efeitos colaterais que este suplemento pode causar são devidos a super dosagem, o uso conjunto de cafeína, ou não são comprovados 100% de estarem realmente relacionados ao suplemento. Grande parte das pessoas em estado saudável podem fazer o uso da creatina sem se preocupar, mas é sempre importante listar efeitos adversos para casos raros. Alguns exemplos são: ansiedade, fatiga, dores de cabeça, vômito, febre, diarreia, dor de estômago.

 

A Creatina Engorda?

Muitas pessoas perguntam isso. E eu vou fazer muitas delas felizes por falar que não, a creatina não faz com que você engorde. Há, no entanto, um ganho de peso relacionado à atividade física e crescimento muscular. Mas é isso que queremos, certo?

Às vezes o uso deste suplemento pode passar a impressão de que o seu corpo está inchado ao invés de musculoso, mas é tudo parte do ciclo operacional da creatina ao reter água dentro das células musculares.

De acordo com um estudo Americano na Universidade de Tulsa, em Oklahoma, realizado pelo professor de química Gordon Pusher, a creatina faz com que os músculos pareçam maiores e inflados logo nos primeiros dias de ingestão do suplemento. A transferências das moléculas de água fazem com que o ganho de peso seja de aproximadamente 0,8 a 2,9%. Então, a ilusão de que a creatina engorda se dá, na verdade, à retenção de líquidos. Tal retenção e inchaço, no entanto, se combinada com atividade física deve resultar em aumento muscular apenas e nunca em tecido adiposo.