EstresseNootrópicos

Estresse – Como Identificar & Como Tratar

Quando nos sentimos ameaçados ou em uma situação que exige mais do que o nosso corpo está normalmente acostumado, o sistema nervoso reage automaticamente e causa um dilúvio de hormônios dentro de nós. Estes componentes são os chamados hormônios do estresse – como o cortisol e a adrenalina.

Quando cheiramos o perigo, seja ele real ou psicológico, o organismo responde de forma acelerada ativando o mecanismo de “lutar ou fugir”. É desta forma que o corpo protege você em situações de emergência.

 

O Lado Benigno do Estresse

O estresse não é sempre ruim. Na verdade, em doses terapêuticas é saudável. O estresse melhora os seus reflexos, te mantem focado e em estado de alerta e faz com que você trabalhe bem sob pressão.

Além disso, são os hormônios do estresse que nos impulsionam a cumprir tarefas com êxito. Por exemplo:

 

  • Te mantém nos eixos quando você tem um dia cheio no trabalho e tem que resolver mil problemas ao mesmo tempo (ah, e o telefone está tocando).
  • Te força a estudar quando você ignorou o desespero a semana inteira, mas a prova é amanhã.
  • Acentua a sua concentração quando o jogo foi para os pênaltis e o seu gol pode fazer com que o seu time ganhe.

 

Tudo isso acontece porque os músculos entram em tensão, a pressão sanguínea aumenta, o coração começa a bater mais rápido, a respiração acelera e os 5 sentidos ficam afiados.

 

Estresse Crônico & Problemas de Saúde

O problema começa quando todos esses estímulos são ativados com frequência e sem controle. E acredite se quiser, mas é fácil perder o controle com a dose terapêutica do estresse. O nosso sistema nervoso reage de maneira idêntica em situações de vida ou morte e em situações de: briga com o namorado, falta de dinheiro ou perda do prazo de entrega de um projeto no trabalho. É por causa disso que, com facilidade, o estresse se transforma em uma bola de neve rolando montanha abaixo e se torna difícil de impedir que a bola de neve continue crescendo e rolando cada vez mais rápido. Esse fenômeno chama-se estresse crônico.

Indivíduos que engatam a marcha do estresse facilmente podem desenvolver problemas sérios de saúde, especialmente devido ao fato dele ter o poder de interferir negativamente com todos os sistemas do corpo humano. Algumas das complicações relacionadas ao estresse são:

 

  • Aumento do risco de doenças cardiovasculares em 40%
  • Aumento do risco de ataques cardíacos em 25%
  • Aumento do risco de AVC em 50%
  • Desenvolvimento de diabetes
  • Envelhecimento precoce
  • Favorecimento a problemas gastrointestinais
  • Inclinação a depressão e ansiedade
  • Promoção dos riscos de obesidade
  • Desenvolvimento de asma
  • Favorecimento a problemas de pele como acne e eczema
  • Contribui à má qualidade do sono

 

Sintomas do Estresse

A parte mais assustadora de ter desenvolvido estresse crônico é que muitas pessoas não conseguem identificar a causa de múltiplos sintomas que podem levar aos problemas de saúde citados acima. Alguns sinais de sobrecarga de estresse são:

 

  • Sintomas físicos: dor no peito, batimento cardíaco acelerado, dor de cabeça, náusea, tontura.
  • Sintomas cognitivos: falta de concentração, problemas de memória, preocupação constante.
  • Sintomas comportamentais: procrastinação, ignorar responsabilidades, dormir demais ou muito pouco, hábitos nervosos (tamborilar dedos, roer unhas, balanças pernas).
  • Sintomas emocionais: irritabilidade, hostilidade, depressão, melancolia, solidão e isolamento.

 

Causas de Estresse & Como Tratar

Você sabia que o estresse é a causa base de 60% de todas as complicações de saúde humanas? Se deixar levar pelo estresse faz com que o nosso corpo se acostume e facilita a ativação do “estado de emergência” do nosso organismo em situações que não são emergenciais.

Causas comuns de estresse envolvem: trabalho, escola, relacionamentos, problemas financeiros, filhos, negatividade, pessimismo, perfeccionismo e outras áreas externas e internas.

De acordo com a escala de estresse de Holmes e Rahe, há 43 eventos principais na nossa vida que fazem com que a gente transborde em estresse. Estes eventos receberam uma pontuação que varia entre 11 e 100. Quanto mais pontos você acumula, mais caótica é a sua vida.  Se a sua soma acumular mais de 150 pontos, já caracteriza um estado de estresse moderado. Confira 10 eventos interessantes presentes nesta lista e a sua pontuação.

 

  1. Morte do cônjuge – 100
  2. Divórcio – 73
  3. Ser demitido do trabalho – 47
  4. Gravidez – 40
  5. Mudança no status financeiro – 38
  6. Problemas com os sogros – 29
  7. Problemas com o chefe – 23
  8. Mudar de residência – 20
  9. Pegar empréstimo – 17
  10. Celebração de Natal – 12

 

Para consertar crises de estresse e sintomas de estresse crônico, é necessário reavaliar hábitos rotineiros.

O primeiro passo pode ser dado em direção à suplementos para estresse que suportarão o sistema nervoso forçando o corpo a se acalmar.

O segundo passo pode ser procurar soluções naturais que melhoram o modo que o nosso corpo interage com o estresse.

O terceiro passo é na verdade dar um passo para trás e analisar quais situações são estressantes para você. Cada pessoa tem uma personalidade diferente e pode reagir de forma diferente a estímulos variados. Por exemplo, falar em público pode ser estressante para o indivíduo A, mas ser agradável para o indivíduo B.

É importante conhecer o próprio corpo e saber identificar alertas de estresse para obter uma melhor qualidade de vida.

Share:

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *