EstresseNootrópicos

A História da Melatonina

historia melatonina

A melatonina é um hormônio produzido naturalmente por nós. No entanto, circunstâncias como visão debilitada, viagens que atravessam vários fusos horários gerando jet lag e trabalho durante a noite podem comprometer a fabricação normal de melatonina. Assistir televisão antes de dormir, mexer no celular ou abusar de bebidas alcoólicas, bebidas cafeinadas e tabaco também são fatores que podem perturbar os níveis de melatonina no nosso corpo. Se identificou?

As interrupções de produção de melatonina se dão devido ao fato desse hormônio atingir o seu auge durante a noite. A interação com a luz natural do dia faz com que os níveis de melatonina cessem e diminuam drasticamente quando comparado ao seu desempenho na escuridão. Desta forma, o contato com luz artificial durante a noite faz com que esse hormonio não seja liberado adequadamente, podendo nos deixar com sensação de cansaço que nunca vai embora e dificuldade de cair no sono, aumentando a irritabilidade e estresse. Por outro lado, quantidades saudáveis da melatonina geram muitos benefícios.

Esse hormônio é produzido pela glândula pineal, a qual fica localizada no nosso cérebro e tem aproximadamente 5 milímetros de diâmetro. A glândula pineal é a principal responsável pelo funcionamento do nosso reloginho interior, ou ciclo circadiano se você quiser usar o termo chique. Filósofos, adeptos da medicina oriental e seguidores de Allan Kardec acreditam que esta glândula não é somente parte do nosso corpo para a produção de melatonina, mas também serve como o nosso terceiro olho, janela transcendental e antena do mundo exterior. Tal glândula seria a explicação para fenômenos paranormais, mediunidade, clarividência e conexão com o mundo espiritual. Acredita-se que a pineal é um comandante das nossas emoções e do inconsciente. Além disso, se crê que também é portadora de 2 dos 7 chakras existentes no corpo humano.

A melatonina só foi descoberta em 1958 por um dermatologista. O mesmo foi também o que descobriu as interações deste hormônio com os padrões de sono e estresse. A partir disso, desde meados dos anos 80, a substância vem sido estudada sem freios e pode ser encontrada em alimentos que estimulam a produção da melatonina natural ou como suplemento.

 

Como Tomar Melatonina

A melatonina no Brasil, ao contrário da América do Norte, passou a ser regulada apenas no final de 2016. No entanto, o uso desse hormônio só é permitido com receita médica e para medicamentos adquiridos em farmácias de manipulação. Trazer a melatonina do exterior na bagagem ou comprar online de sites do exterior ainda não é permitido (a não ser que você tenha uma receita médica na manga).

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) ainda está lidando com o registo do produto no Brasil. Por isso, o seu consumo não é proibido, mas a sua comercialização é.

Nos Estados Unidos, a melatonina pode ser encontrada facilmente em diversas formas. O suplemento é vendido em pastilhas, cápsulas, pílulas, xarope e creme tópico.

  • Dosagem Para Crianças: a melatonina pode ajudar em casos de autismo infantil e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. No entanto, como doses exageradas de melatonina podem levar a convulsões e na intervenção do desenvolvimento hormonal, a consulta médica é obrigatória.
  • Dosagem Para Adultos: a melatonina é recomendada em doses de 0,5 a 5 mg dependendo da gravidade da ocorrência. Normalmente inicia-se o seu uso com uma dose baixa, aumentando a quantidade se necessário. Para sintomas de jet lag, é aconselhado a ingestão de melatonina 1 hora antes de dormir até 3 dias antes da viagem e na primeira noite no destino final. Para distúrbios do sono, a recomendação é a dose indicada pelo seu médico de confiança e sempre pelo menos 1h antes de ir para a cama. Exagerar na dose porque esqueceu de tomar com antecedência ou acordar no meio da noite para uma segunda dose não é saudável.
Share:

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *