Suplementos para Perda de Peso & uma Vida Saudável


A Famosa Garcinia Cambogia Funciona?

Você já ouviu falar em garcinia cambogia? Ela vem sendo usada muito ultimamente para auxiliar na perda de peso de muitas celebridades como Adele, Jennifer Lopez e Kate Hudson, por exemplo. Ela controla a fome e a vontade incontrolável de comer doces, além de queimar aquelas gordurinhas que não são bem-vindas. Se identificou? Tudo bem se você nunca ouviu falar nela, a garcinia cambogia explodiu em popularidade muito recentemente e vem tomando conta da América do Norte como uma das principais contribuintes para a eliminação de gordura corporal indesejada. E agora, devagarzinho, ela vem entrando no Brasil para mudar a vida de muitas pessoas e talvez você seja uma delas.

Para conhecer um pouco mais sobre o extrato e saber o que comprar e onde comprar, leia: 3 Marcas de Garcinia Cambogia em 30 dias & Onde Comprar.

O que é garcinia cambogia:

Não se assuste com o nome complicado, a garcinia cambogia é na verdade uma fruta que cresce em uma árvore verde de pequeno porte. O seu exterior se parece com uma mini abóbora. Quando madura, a casca passa do verde para o amarelo-avermelhado, oferece de 6 a 8 gomos de fruta e tem o tamanho aproximado de uma laranja.

Essa planta é natural do Sudeste da Asia (Tailândia, Camboja, Vietnã e Cingapura), Índia, e do Sul da África. Apesar de ser utilizada hoje em dia para ajudar pessoas na luta contra o peso, a garcinia cambogia vem sido consumida há muitos anos pela população local asiática. Na Índia, por exemplo, ela é utilizada na culinária de alguns tipos de curry (especiaria indiana composta por ervas e temperos que podem variar de acordo com a região em que é preparada) e para a preservação de alimentos. No Camboja é também utilizada como aromatizante.

Estudos sobre a eficácia da fruta começaram a ser realizados por volta dos anos 60. No entanto, seu uso comercial só começou no início dos anos 90. Um dos primeiros testes realizados e registrados ocorreu nos Estados Unidos e reuniu 50 pessoas que foram, então, separadas em dois grupos. O primeiro grupo recebeu o extrato de garcinia cambogia por dois meses, enquanto o outro grupo recebeu placebo. Ao final do estudo, foi computado que o grupo que recebeu o extrato da planta registrou uma perda de 5,2 kg, enquanto o grupo que recebeu placebo somente registrou uma perda de 1,6 kg. Os dois grupos receberam a mesma dieta balanceada durante todo o período do estudo.

A fruta começou a se tornar mais e mais popular, especialmente por atuar no metabolismo ao invés de colidir com o sistema nervoso central humano, evitando efeitos colaterais severos.

A garcinia cambogia, também conhecida popularmente por tamarindo de malabar ou goraka, por ainda não ser cultivada comercialmente no Brasil é utilizada somente em forma de cápsulas contendo o extrato seco da planta ou em forma de chá.

 

Como a garcinia cambogia funciona:

O lado mais interessante dessa planta é que ao passar a consumi-la com foco em perda de peso, muitos outros benefícios vêm como um bônus! O segredo dessa fruta está na casca, de onde o ácido hidroxicítrico (AHC) é extraído. Esse ácido possui 3 efeitos principais:

  1. Estudos comprovam que a garcinia cambogia contribui na sensação de saciedade ao aumentar a produção de serotonina no corpo humano. Esse neurotransmissor associa-se com a percepção de bom humor e tranquilidade. Consequentemente, suprimindo o apetite, diminuindo a ânsia de comer e barrando a vontade de ingerir porcarias, como fast-food e doces.
  2. É um promotor na redução de gordura quando o ácido hidroxicítrico da garcinia cambogia entra em ação bloqueando uma enzima chamada ATP citrato liase. No consumo de carboidratos, quando há um excesso, o corpo modifica esse nutriente e o armazena em forma de gordura. Ao obstruir o percurso normal dessa enzima, inibe-se por tabela o armazenamento de gordura.
  3. A garcinia cambogia estabiliza a quantidade de glicogênios no sangue (que é um polissacarídeo atuando como forma de armazenar unidades de glicose nas células animais dos músculos e do fígado). Basicamente, melhora o modo em que as células usam o açúcar no sangue como forma de energia reserva. Ao barrar o trajeto da enzima ATP citrato liase, o ácido hidroxicítrico desloca as calorias destinadas à gordura e as envia para a formação de glicogênio como alternativa. Desta forma, com o fígado lidando com mais açúcar armazenado (glicogênio), o cérebro recebe tal informação e a traduz em modo de bloqueio à vontade de ingerir doces.

Além destes 3 efeitos principais, o ácido hidroxicítrico extraído da garcinia cambogia também contribui com:

  • Aumento de energia e concentração
  • Redução de dor nas articulações
  • Melhora dos níveis de colesterol e diminuição dos níveis de triglicerídeos
  • Aumento da vontade de fazer atividades físicas e deixar de ser sedentário
  • Controle no vício por açúcar
  • Facilitação de eliminar líquidos em forma de urina por ser um diurético natural
  • Diminuição do hormônio orexina, responsável por controlar o apetite

 

Possíveis efeitos colaterais da garcinia cambogia:

Apesar de todos estes benefícios listados acima e da fruta não possuir nenhuma substância tóxica, é sempre importante ter cuidado com a posologia. Como sempre dizem que todo excesso é prejudicial, isso se aplica a qualquer método natural (como o extrato da garcinia cambogia) ou artificial (como medicamentos prescritos por um médico) de perda de peso, dieta ou detox.

Alguns dos efeitos colaterais da planta podem incluir:

  • Visão distorcida
  • Fraqueza muscular
  • Irritação da pele e pele vermelha
  • Sistema imunológico comprometido
  • Boca seca e mau hálito
  • Dores de cabeça e enxaquecas
  • Problemas no sistema digestivo como náusea, diarreia e dificuldade para se alimentar

 

Sempre é importante seguir as instruções detalhadas no rótulo do produto para obter os fins esperados e possivelmente evitar efeitos colaterais por super dosagem. E, além disso, utilizar a garcinia cambogia em combinação com uma dieta balanceada é sempre uma boa ideia para atingir melhores resultados. Caso experiencie qualquer um dos sintomas/efeitos colaterais citados acima, considere diminuir a dose diária ingerida ou parar completamente o tratamento.

Independentemente da composição da garcinia cambogia, por ser um extrato natural que vem de uma fruta, é ainda importante considerar que pode não ser recomendado ou pode colidir com as seguintes condições:

  • Gravidez e amamentação
  • Casos de danos no fígado e rins
  • Medicamento para asma ou alergias
  • Medicamento para diabetes ou insulina
  • Suplementos de ferro (normalmente tomados por pessoas que sofrem de anemia)
  • Medicamento para dor
  • Medicamento para controlar transtorno mental como ansiedade e depressão
  • Medicamento para abaixar taxas de colesterol
  • Medicamento usado para “afinar o sangue” como AAS.